quarta-feira, 7 de maio de 2014

Santarém, pra quem gosta de ouvir!

     Quem chega a Santarém se depara com um aeroporto modesto, que aguarda algumas obras estruturais por parte da INFRAERO, mas que tem uma característica muito particular; é um dos poucos aeroportos brasileiros que não leva nomes de políticos ou militares, e sim o nome de um grande artista brasileiro. Reconhecido internacionalmente e muito pouco conhecido no Brasil. Saiba quem foi Wilson Dias da Fonseca(Isoca).
    Maestro, compositor e escritor brasileiro. Foi grande incentivador para difusão da cultura, do folclore e da história da Amazônia, atuando também como fundador da Academia Paraense de Música e membro da Academia Paraense de Letras.
   Compôs mais de 1.600 (mil e seiscentas músicas), número impressionante para um auto didata, a maioria inspirada em temas folclóricos e nas belezas naturais de Santarém. A mistura de elementos da música clássica e tons folclóricos fazem de suas obras um conjunto único, de identidade forte e marcante é um prato cheio para os amantes da música.
Ouça mais:
"Amazônia" - suíte em 3 movimentos, para jazz-band
"Um Poema de Amor".
"Terra Querida".
"Lenda do Boto".
"Abertura Sinfônica Centenário de Santarém".
"América 500 Anos" poema sinfônico.
"Cantata Nazarena" . Esta obra tem texto de José Wilson
"Canção de Minha Saudade".- Hino de Santarém.

Saiba mais:  http://www.dicionariompb.com.br/wilson-fonseca
                        http://en.wikipedia.org/wiki/Wilson_Fonseca





Nenhum comentário:

Total de visualizações

Traduzido Por: Template Para Blogspot - Designed By Seo Blogger Templates